DEUS SALVE NOSSAS DEMOCRACIAS!

As eleições americanas, segundo cientistas políticos de boa parte do mundo ocidental, estão entre as piores de todos os tempos. Isso levando em consideração não só os pleitos americanos, mas de muitas democracias ocidentais.

A escolha entre o ruim e o muito ruim tem favorecido, até então, a menor rejeição.

Ao que tudo indica, em mais esse ponto, as eleições americanas apresentam uma prévia para a próxima eleição presidencial brasileira, onde:

1. A escolha girará em torno do ruim e do muito ruim.

2. A menor rejeição deve definir os rumos de nosso país.

Nesse ponto não adiantam os esbravajamentos, nem por parte dos candidatos – que teimam em não aceitar uma nova ordem política eleitoral ocidental (que ainda não está clara e evidente, mas está em construção), nem por parte dos eleitores e Cidadãos – que teimam em não participar ou participam com baixíssima capacidade de entendimento (efeito Facebook de informações político eleitorais).

Parafraseando o Dólar 

“Deus salve a América,

Deus salve nossas democracias”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s