Simplifique!

A vida anda agitada!

Cada dia parece que temos menos tempo, mais tarefas, mais necessidades, mais demandas, mais tumulto!

Muitas vezes – quase sempre – Gadgets, aplicativos e novas tecnologias que vieram pra “nos ajudar”, parece que estão, de fato, nos atrapalhando, ou no mínimo, nos enchendo mais de tarefas e afazeres.

E isso vale tanto para questões pessoais, profissionais, educacionais, familiares, e até, pasmem, nas nossas atividades de lazer.

Pois bem.

Juntamente com toda essa carga de afazeres amontoados, somados a tantos Gadgets e tecnologias, alguns pensaram em técnicas, ferramentas e metodologias para nos ajudar a “sair dessa”, e de fato produzir mais com menos (seja tempo a referência, ou dinheiro, ou esforço, etc).

Uma dessas “metodologias” é a que se denomina “Design Thinking”.

O Design Thinking pode ser definido de várias formas, autores renomados costumam dizer que “se pedirmos pra 10 especialistas definirem o Design Thinking teremos 11 definições diferentes”.

Mas, de fato, sem contornos ou conceituações excessivamente teóricas, o Design Thinking é uma metodologia baseada no raciocínio de um designer pensando em criar uma empatia tamanha com o usuário e a partir daí, analisar, criar e expor soluções simples e criativas – novamente, desde o ponto de vista do usuário (de serviços ou produtos).

Assim, utilizando de métodos e processos comuns aos designers, vamos simplificar toda possível abordagem e partir para soluções criativas, priorizando o trabalho colaborativo e multidisciplinar.

Em suma.

Veja essas três maneiras de resolver um problema.

Grosseiramente falando, podemos resolver um problema “de dentro” – eu tenho um problema, e resolvo desde o meu ponto de vista. A falha reside no fato de por estar inserido no problema muitas vezes estamos fechados a possíveis soluções.

Podemos também resolver um problema “de fora”. Alguém tem um problema, e eu visualizando a situação de fora, introduzo soluções. Tem-se aqui, geralmente, soluções mais criativas. A falha fica por conta do fato de que eu não conheço o problema “de dentro”, o que pode, e invariavelmente acontece,  de termos soluções desconexas com a realidade da questão, causando outros problemas ou ate mesmo agravando a situação.

Quem nunca ouviu as expressões, “resolver o problema do outro é fácil, difícil é o meu problema”, ou, “pimenta nos olhos dos outros é refresco”.

Posso também usar a metodologia do Design Thinking. De fora, me introduzo na situação (um verdadeiro exercício de imersão), e a partir daí começo uma análise colaborativa, e multidisciplinar, tentando destrinchar a questão sob as mais variadas óticas possíveis. E só após um olhar amplo, completo, passo a “desenhar’ possíveis soluções.

Essa metologia pode ser aplicada a qualquer tipo de produto ou serviço. Pense na imersão de uma equipe multidisciplinar na tentativa de melhorar o atendimento de uma clinica ou hospital. Com especialistas, olhando como usuários dos serviços de saúde, e não como prestadores, poderiam melhorar a vida de enfermos.

Ou qual seria a visão multidisciplinar e colaborativa que ajudaria um estudante – usuário – a melhorar sua interação com a escola, com os professores com o conteúdo, etc.

Como dissemos, tal metodologia pode ser aplicada a qualquer tipo de serviço ou produto.

Além das empresas, produtos e serviços, podemos também usar o Design Thinking para melhorar nossa produtividade, nossa dinâmica pessoal, e assim, desatolarmo-nos desse mar de afazeres que só aumenta com a pós modernidade.

Não é atividade fácil, mas é um começo!

P.S.- Esse não é um texto cientifico ou aprofundado sobre Design Thinking. É apenas uma troca de idéias sobre a vida e como melhora-lá.

P.S.- Muitos são os livros e textos que eu poderia indicar. Para não passar em branco, e também para não poluir demais, segue indicação de um livro que julgo particularmente ser um dos referenciais da área.

41gmKQowPuL._SX378_BO1,204,203,200_

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s